sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

TESTE DIAGNÓSTICO 10º ANO


Escola Secundária com 2º e 3º Ciclos
Prof. Reynaldo dos Santos
Vila Franca de Xira

Prova Diagnóstico de Filosofia
10º Ano
                                                    Ano Lectivo 2010/2011                                                            


            - Leia atentamente todo o enunciado antes de começar a responder às questões.
            - Tente responder de forma clara às questões propostas.

I

1.«Todas as verdades são relativas» diz a Joana. Poderá a Joana estar a dizer a verdade? Porquê?
2.«Quem mata deve morrer (ser morto)». Está de acordo? Porquê?
3. «Ter uma boa intenção é condição suficiente para agir bem». Está de acordo? Porquê?
4. Fintar um adversário é uma condição necessária para marcar golo. Está de acordo? Porquê?

II

1.O que há de errado com os seguintes argumentos?

a) Nenhum dos meus netos gosta de Matemática. Creio que na próxima geração não teremos cientis­tas.
b) A pena de morte está errada porque não há o direito de tirar a vida a ninguém.
c) Uma vez que esta equipa é extraordinária, cada membro da equipa é extraordinário.
d)Ninguém provou que Deus existe. Logo, Deus não existe.
e) “Tal como todas as pessoas têm uma mãe, todas as coisas têm uma causa. Logo, tem de haver algo que seja a causa de todas as coisas. Essa causa é Deus.”

2.Quais dos seguintes argumentos são correctos?

a) Se chover, a rua ficará molhada.
Choveu.
Logo, a rua ficou molhada.

b) Se chover, a rua ficará molhada.
A rua ficou molhada.
Logo, choveu.

c) Os futebolistas do Real Madrid ganham muito dinheiro.
Ronaldo ganha muito dinheiro.
Logo, Ronaldo é futebolista do Real Madrid.

d) Os futebolistas do Real Madrid ganham muito dinheiro.
Ronaldo é futebolista do Real Madrid.
Logo, Ronaldo ganha muito dinheiro.

III
Leia atentamente o seguinte texto:

"Se todos os seres humanos, menos um, tivessem uma opinião, e apenas uma pessoa tivesse a opinião contrária, os restantes seres humanos teriam tanta justificação para silenciar essa pessoa como essa pessoa teria justificação para silenciar os restantes seres humanos, se tivesse poder para tal. Caso uma opinião constituísse um bem pessoal sem qualquer valor excepto para quem a tem, e se ser impedido de usufruir desse bem constituísse apenas um dano privado, faria alguma diferença se o dano estava a ser infligido apenas sobre algumas pessoas, ou sobre muitas. Mas o mal particular em silenciar a expressão de uma opinião é que constitui um roubo à humanidade; à posteridade, bem como à geração actual; àqueles que discordam da opinião, mais ainda do que àqueles que a sustentam. Se a opinião for correcta, ficarão privados da oportunidade de trocar erro por verdade; se estiver errada, perdem uma impressão mais clara e viva da verdade, produzida pela sua confrontação com o erro — o que constitui um benefício quase igualmente grande." (John Stuart Mill, Sobre a Liberdade, 1859, trad. de Pedro Madeira, Edições 70, p. 51.)


Identifique a alternativa correcta
1.Este texto é sobre:
A – A liberdade de expressão.
B – A democracia.
C – A diversidade das opiniões.
D – A subjectividade das opiniões.

2.O autor do texto é:
A – Contra a opinião da maioria.
B – A favor da opinião da minoria.
C – Contra a liberdade de expressão.
D – A favor da liberdade de expressão.

3.Este texto é essencialmente:
A – Literário.
B – Argumentativo.
C – Político.
D - Informativo.

4.Relativamente à liberdade de expressão, o texto defende que:
A – Silenciar uma opinião falsa é bom porque remove erros.
B – Só temos o direito de silenciar pessoas que defendem ideias imorais.
C - Só temos o direito de silenciar pessoas que defendem ideias erradas.
D – O valor de uma opinião depende da justificação apresentada por quem a defende.

5. O autor do texto é:
A – A favor do confronto de ideias.
B – A favor do confronto de pessoas.
C – A favor de ideias semelhantes às suas.
D - A favor de ideias que não perturbem o saber estabelecido



Sem comentários:

Publicar um comentário